O Blog do Nando

Um pouco disto, mais daquilo e um tanto-ou-quanto do que me apetece.
Sejam bem-vindos!
Olhares do Nando
nando-online

Rádio Nando
tempo
Estado de Espí­rito

Dikta

Warnings (4:03)
play - stop

domingo, fevereiro 12, 2006

o (grande) jogador



Como se pegando no estilo narrativo do (grande) autor, vou narrar o jogo de hoje à tarde, que impôs frente a frente Helsingør e Lyngby.
Hora de encontro no estádio do Lyngby Handball Klub: 13:30.
Jogadores presentes: 4.
Ó diabo... não temos gente.
Três telefonemas depois, os 4, incluindo o (grande) jogador, dirigem-se a 2 viaturas para a deslocação ao estádio da equipa adversária, onde iria decorrer o embate.
Já lá, outros 3 elementos (2 dos quais nunca antes vislumbrados) juntaram-se à equipa e possibilitaram a realização do encontro.
De calção branco e t-shirt azul, o (grande) jogador alinha na ponta direita, posição inadequada ao talento do mesmo.
Ainda assim, fazendo justiça ao facto de ser a única “estrela internacional” da equipa (dado que a outra está lesionada), não tinham decorrido 2 minutos de jogo e o (grande) jogador já tinha concretizado por duas vezes. Até aos primeiros 15 minutos de jogo, a equipa do (grande) jogador levou uma constante vantagem no marcador. O dobro para ser exacto. Após este período, a equipa adversária apercebendo-se de que o guarda-redes de cabelos brancos, idade a rondar os 40-50, já não possuía os reflexos de um jovem de 20 anos, aproveitou-se do facto e equilibrou o resultado.
Uma hora depois, já de rastos, consequência de não haver jogadores para realizar substituições, o (grande) jogador marca o último golo da partida e estabelece o resultado final em 26 – 24, mais uma derrota no palmarés.
Acrescente-se que além de cansados, os últimos 5 minutos foram jogados com apenas 5 jogadores, devido a um castigo disciplinar (cartão vermelho) e sucessivas sessões de 2 minutos no banco. Este desfalque fez com que a equipa perdesse controlo sobre o resultado.
A acertada, ou não, decisão do árbitro está ainda debaixo de averiguações.
Por fim, se um canal de televisão cobrisse o jogo, a certa e determinada altura apresentaria a seguinte informação em rodapé:


the (great) player

As if using the narrative style of the (great) author, I will describe this afternoon's game, that confronted Helsingør and Lyngby.
Hour of meeting in the stadium of the Lyngby Handball Klub: 13:30.
Players present: 4.
Oh crap... we do not have enough people..
Three phone calls later, the 4, including the (great) player, headed to 2 cars for the displacement to the stadium of the adversary, where the game would take place.
Already there, others 3 elements (2 of which never glimpsed before) joined the team and made it possible the accomplishment of the meeting.
In white shorts and blue t-shirt, the (great) player lines up in the right wing, inadequate position to his talent.
Still, making justice to fact of being the only "international star" of the team (given the fact that the other one is injuried), within the first 2 minutes of the game and the (great) player scored for two times.
Until the first 15 minutes of the game, the (great) player's team kept a constant a 2x advantage in the result. After this period, the adversary team acknowlegding the fact that the white hair goalkeeper, aging around 40-50, wasn't fast enough, and used that advantage to balance the result.
One hour later, already wasted, caused by not having players to make substitutions, the (great) player scores the last goal of the game and establishes the final result in 26 - 24, another defeat.
One should add that beyond tired, the last 5 minutes were played with only 5 players, consequence of a red card and successive sessions of 2 minutes punishments.
This unstable moment led to a point when the team was unable to sustain the result.
Referee's decisions are still undergoing ascertainments.
Finally, if a television channel covered the game, at a certainty and determined moment it would show the following information:

LHK: 6. Fernando Meira
goals 4/7 – 57%

8 comentários:

Para que não sobrem dúvidas, o árbitro é o grande culpado desse resultado, nota-se logo que influenciou o resultado de uma maneira escandalosa.
1º manda-vos para um estádio errado com o claro intuito de vos prejudicar
e não bastando(2º)ainda expulsa de uma forma um tanto ou quanto esquisita um jogador da equipa desse grande jogador grande.
Conclusão: a outra equipa foi levada ao colo, claramente ao colo.
Em relação à TV, acho imperdoável não cobrir um acontecimento desportivo destes. Assim poderia constatar ao vivo e em directo na SportTv(televisão oficial para Portugal) que o acabei de escrever corresponde à realidade e não é ficção.
por Anonymous MikeR, Às 9:29 da tarde  
é assim ... eu nao me acredito que tu tenhas marcado algum golo!
Nao me acredito. Não é possível no meio daquelas bestas vikinguianas como consegues esquivar-te?
Ao imaginar o jogo só consigo pensar num género de raguebol contigo lá no meio cheio de pensos e ligaduras na cabeça...
Mas se for verdade, Bravo Meira!
por Blogger andre, Às 10:53 da manhã  
parabéns. estou a ver que se não fosses tu nem havia jogo
por Anonymous candidameira@hotmail.com, Às 12:50 da tarde  
ehehe..
Verdade seja dita que há alturas em que o jogo mete "medo", especialmente quando fica renhido e ambas equipas berram para seu lado sobre o que fazer, como passar, por onde ir... tudo isto numa língua que mais parece que estão a ameaçar ferozmente os adversários.
depois da análise do jogo e das imagens que vi "em sonhos" devo dizer que a grande equipa do grande jogador grande foi escandalosamente roubada!

E isto debaixo do nariz do senhor juíz da partida sem que ninguém se importasse com isso. claro que a minha recomendação para a grande equipa do grande jogador grande é de que passem a treinar num pavilhaõ com bolas e não num boteco qualquer com garrafas...

contudo quero deixar os parabéns ao grande jogador grande por honrar o seu país e deixo a pergunat no ar: O que anda a fazer o nosso selecionador para não reparar neste grande jogador grande? Com ele não seriamos humilhados como fomos no último campeonato?
Também me faço essa pergunta todos os dias...
mas depois quando vou aos treinos, percebo o porquê!!

É que o selecionador não está lá, nem nenhum dos seus subordinados, por isso não sabem o que faz falta à tão humilhada selecção! :)
Só uma equipa como atua me converteria ao futebol!
Bjs.

Maria
por Anonymous MARIA, Às 9:54 da manhã  
É pá, com atitudes como essa desse sr arbitro depois admiram-se do estado em que está o desporto! Claro! Parece aquela tecnica de quando jogavamos ao berlinde "com sujos", um dia destes nao te admires se puserem um "tabopan" na frente da baliza adversaria, só pra vos prejudicar! Precisavas ai era de um personal trainer, só pra te orientar! lol
Abraço. JP Neves
por Anonymous JP Neves, Às 7:48 da tarde  

Tens algo a dizer?