O Blog do Nando

Um pouco disto, mais daquilo e um tanto-ou-quanto do que me apetece.
Sejam bem-vindos!
Olhares do Nando
nando-online

Rádio Nando
tempo
Estado de Espí­rito

Dikta

Warnings (4:03)
play - stop

quinta-feira, fevereiro 23, 2006

um momento de reflexão



Às vezes torna-se complicado juntar palavras que tenham sentido.
Especialmente no sentido que nós as queremos. Já os Clã deram vida a uma letra de Carlos Tê que acusava esta nossa língua de traiçoeira, e com certa razão.
Umas vezes estas saem naturalmente, sem ser preciso chamar por elas, outras nem de pé de cabra as fazemos sair lá do sítio onde todas elas vivem.
Penso que nestes últimos dias fui (e talvez ainda seja) alvo desta peculiar situação, desta súbita e qui çá frequente timidez das palavras.
Para então não me alongar, mudo de música na Rádio (esperando que o Mário tenha ouvido a anterior e que talvez esta agrade a todos, pois é na minha opinião uma das melhores músicas de sempre, sendo nesta versão interpretada, não apenas mas também, por um grande senhor) e convido-vos a pensar num dia que espero que chegue a todos vós.
Reiniciem a música, ponham bem alto, fechem os olhos e pensem no dia em que acordaremos de manhã e diremos para os nossos botões:

Não quero mais nada!



a moment for reflection

Sometimes becomes complicated to put a few words together that make sense.
Especially in the way that we want them. A portuguese band, Clã, gave once life to a Carlos Tê lyric that accused portuguese language of treacherous, and with a certain reason indeed.
Some of the times these words just flow out naturally, without being necessary to call them, but other times not even with a nail puller we can make them to show up from the small place where all they live.
I think that in these past last days I was (and perhaps still am) target of this peculiar situation, of this sudden and qui çá frequent shyness of the words.
For keep it short, I change the song in the Radio (hoping that Mário has heard the previous one and that perhaps this new one pleases all of you, which if I can add it is in my opinion one of best songs ever, being in this version interpreted, not only but also, by a great singer) and I invite you to think about one day that I hope it arrives to all you.
So, restart the song and put it very loud, then close your eyes and think about the day when you wake up one morning and say:

I don't want anything more!


9 comentários:

palavras para quê...
por Anonymous Mike, Às 1:03 da manhã  
Falta de palavras ou nostalgia?
Claro que as palavras são vadias, mas os nossos humores são rebeldes...

Desculpa a colherada profissional, trata da acentuação do "às".

A música está óptima!

Bjs

Maria
por Anonymous Maria, Às 11:25 da manhã  
não digas é mais nada :)
por Blogger andre, Às 12:17 da tarde  
Nao sei porque, nem se vem ao caso, mas ao ouvir esta musica, lembrei-me de uma noite em minha casa... ao som de "nothing else mathers" uma roda de amigos abraçados... e pensei: são tantas as voltas que a vida dá, que um momento como esse pode não se voltar a repetir, com a mesma expontaniedade e com a mesma intensidade! Fica a reflexão.
Abraço. JP Neves
por Anonymous JP Neves, Às 7:36 da tarde  
Ahh, esse jantar e essa música!!!
Sim sim, um belo momento!!!
Da maneira como aconteceu, não me parece que volte a suceder! Mas foi sem qualquer dúvida um daqueles momentos "mágicos"...
Grande recordação!!
:))
Era de uma banda espanhola, O'funkillo, que tem uns pormenores de baixo algo interessantes.... :)
Esta música é mesmo incrível.
Só um aparte... qual era a música anterior? Não cheguei a ouvir pq não costumo ter som.

Grande abraço
por Blogger Mário, Às 1:01 da tarde  
Eu lembro-me desse jantar João em tua casa..tava lá também...e por desafinar ainda levei umas castanhadas da maguila..
Fod...fiquei melancólico...

Raios...parta esta vida..

Abraços/
JACKS
por Anonymous Anónimo, Às 11:48 da manhã  
correção....

"do" maguila

;)

JACKS
por Anonymous Anónimo, Às 11:50 da manhã  

Tens algo a dizer?