O Blog do Nando

Um pouco disto, mais daquilo e um tanto-ou-quanto do que me apetece.
Sejam bem-vindos!
Olhares do Nando
nando-online

Rádio Nando
tempo
Estado de Espí­rito

Dikta

Warnings (4:03)
play - stop

quarta-feira, novembro 01, 2006

adivinhem quem chegou..



Recorro ao poema de Augusto Gil para me ajudar neste enigma:

Batem leve, levemente,
Como quem chama por mim.
Será chuva? Será gente?
Gente não é, certamente
E a chuva não bate assim.

É talvez a ventania:
Mas há pouco, há poucochinho,
Nem uma agulha bulia
Na quieta melancolia
Dos pinheiros do caminho...

Quem bate, assim, levemente,
Com tão estranha leveza,
Que mal se ouve, mal se sente?
Não é chuva, nem é gente,
Nem é vento com certeza.

Fui ver. ...?


Follows a poem from Augusto Gil, which helps me setting up the question: guess who arrived?

Beating light, lightly,
As who's calling for me.
Is it the rain? Or people?
People are not, certainly
And rain does not beat in that way.

It is perhaps the wind:
But a little ago, just a little,
Not even a needle could be heard
In the quiet melancholy
Of the pines of the way…

Who beats, thus, lightly,
With so stranger slightness,
That can badly be heard, badly be felt?
It is not rain, nor people,
Nor it is wind with certainty.

I went to see. ...?

4 comentários:

a neve?
nem mais!!

e nem está frio! Estão aqueles 0 grauzitos amenos, nem quente nem frio!

E para completar:

Fui ver. A neve caía
Do azul cinzento do céu,
Branca e leve, branca e fria...
-Há quanto tempo a não via!
E que saudades, Deus meu!
:)
era o maradona, que tinha deixado cair a sua caixinha de comprimidos mesmo debaixo da tua janela, com o vento a dar-lhe de baixo...
:)
por Blogger jota, Às 10:59 da manhã  
ahahahhaha

Tens algo a dizer?